Semana Santa 2021

Separados fisicamente, mas unidos em oração, foi a máxima da Semana Santa de nossa comunidade, pelo segundo ano seguido. Em virtude do agravamento da pandemia em nosso país, as missas com presença de público foram suspensas. Nossa página no facebook foi o canal pelo qual as missas foram transmitidas e nossa gente pôde se encontrar, ainda que virtualmente.

No Domingo de Ramos, dando início à Semana Santa, foi recordada a acolhida gloriosa de Jesus em Jerusalém. Não foi possível ir às ruas entoando ‘Hosana Hey’, mas muitos acolheram Jesus em suas casas.

Na Quinta-Feira Santa teve início o Tríduo Pascal, que na liturgia da Igreja é tido como uma única celebração, que se inicia com a Ceia do Senhor, passa pela Paixão de Cristo e encerra-se na Vigília Pascal. Na Quinta-Feira Santa, recorda-se o mistério daquela hora em que Jesus ia ser entregue e antecipou, na Ceia, a entrega de seu corpo e de seu sangue derramado por nós na Cruz. Recordamos, também, a instituição do Sacerdócio Ordenado, já que, ao ordenar aos apóstolos a celebração da Eucaristia, Jesus instituiu o sacerdócio ministerial.

Na Sexta-Feira Santa, com a Solene Ação Litúrgica da Paixão de Cristo, a comunidade foi convidada a adorar a Cruz e meditar o mistério da morte redentora de Cristo, que realiza a suprema medida da caridade, doando sua vida e amando seus inimigos num gesto de perdão. Durante a Oração Universal, momento em que a Igreja escancara seu coração para proferir uma oração intercessora pela salvação do mundo, foram lembrados os que sofrem com a pandemia e os que se dedicam aos doentes.

No Sábado Santo, a noite que começou escura se fez Luz, com recordação da ressureição de Jesus, que confirma sua divindade ao passar da morte para a vida. O hino de louvor voltou a ser entoado, vibrante com a vitória de Cristo. Em vigília, a comunidade recordou a ressureição de Jesus e se comprometeu com sua fé e seus compromissos de Cristãos, ao fazer a renovação das promessas batismais.

No Domingo de Páscoa, a alegria pascal se fez ainda mais forte. O Pe. Márcio reforçou a importância de não deixarmos apagar a mensagem de Jesus Ressuscitado, de que a vida vence a morte, de que o bem vence o mal, de que a graça vence o pecado. Rezou-se, de maneira especial, por aqueles que, em tempos de pandemia, perdem a esperança e não conseguem celebrar a alegria da ressureição.

A equipe de transmissão e o Pe. Márcio pedem desculpas à comunidade pelos momentos em que a transmissão ficou falha, com prejuízo à imagem e ao som. Fomos surpreendidos pela instabilidade no sinal de internet, mas nos organizaremos para minimizar novos problemas como esse.

Aproveitamos, também, para agradecer e parabenizar novamente àqueles que prepararam suas casas transformando-as em igrejas domésticas, de acordo com a liturgia de cada celebração. Feliz Páscoa a todos! Viva Cristo Ressuscitado!

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s